quinta-feira, 26 de março de 2015

Adeus as falsas limitações

Boa tarde gurias, como estão?

Muito em breve tenho uma super novidade para todas vocês!!!!

SURPRESA!

Bom, mas vamos ao post de hoje que tratará sobre as infinitas possibilidades que a vida reserva para nós mulheres.  Espero que de alguma forma eu contribua para a mudança de paradigma de algumas mulheres que possuem a mesma forma engessada de visualizar a vida como eu detinha num passado recente. 

Adeus as falsas limitações

Passou-se a época em que eu me limitava. Descobri a pouco tempo que o meu modo de viver e de agir era limitado. Na verdade o que realmente me limitava era o direcionamento que eu dava para as minhas ideias.  Provavelmente muitas mulheres ainda pensem como eu pensava e ainda limitam-se em suas essências. Nossas escolhas mudam de acordo com a nossa maturidade para o enfrentamento de determinadas questões. 

Há pouco tempo desmistifiquei uma premissa antiga, a qual me impedira de vislumbrar a realidade, qual seja, que podemos e devemos gostar de várias coisas e que uma escolha não precisa necessariamente limitar a outra.  Talvez eu tenha desenvolvido algum tipo de racionalização seletiva que tendia a anular os meus amplos interesses, ou talvez apenas não detivesse coragem de assumi-los ou expô-los, por mais simples e naturais que fossem.  

Um dia um querido amigo enquanto conversávamos sobre o que eu faria no meu futuro, me disse o seguinte: - "Magnólia, você pode fazer o que quiser na sua vida, pois nada te impede de começar com novos eventos, você é livre para decidir que rumo deseja tomar. Hoje, aquelas palavras fazem total sentido e possuem grande valia, mas naquela época eu não estava aberta e disposta a ampliar o meu leque de possibilidades. 

Esse é um exemplo bem singelo de que as coisas na vida da gente são interpretadas conforme nossa pré-disposição de aceitação e de crescimento pessoal. Porque em primeiro lugar deve existir o autoconhecimento, pois sem nos conhecermos de fato não saberemos nunca o que podemos ou não desenvolver. Nós mulheres, passamos por inúmeras metamorfoses durante nossa vida, na qual cada fase representa um nova mudança. No entanto, devemos ter cuidado para não abandonarmos nesta jornada nossas virtudes, valores e convicções, independente de qual seja a fase que nos encontrarmos. Uma boa base educacional e familiar sempre deverá ser mantida. 

Portanto, tantas mudanças devem ser precedidas do autoconhecimento. Porque quando nos conhecemos bem, essas mudanças são meras adequações indicativas de um novo ciclo que está por vir. Apenas colocamos mais bagagem em nossas mochilas e partimos para novas experiências, abandonando pelo caminho apenas o que não nos será útil, o que não possui mais valia espiritual e o que não agrega positivamente para as nossas condutas.  

Assim, compreende-se que somos multitarefas e que podemos gostar de inúmeras atividades, desenvolver diferentes habilidades e termos mais de uma profissão; o tempo é sábio mas passa depressa demais, então melhor preencher nossa vida com tudo o que nos faz bem e abandonar de vez as nossas falsas limitações.  

Para a nossa felicidade, podemos ser o que desejarmos. 

Um forte abraço. 

Magnólia Leal 

4 comentários:

  1. Perfeitas colocações!

    Há quase 3 anos eu comecei a ter consciência da minha consciência e do meu EU, e, foi a melhor coisa que aconteceu na vida. Belo post, parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Comigo a coisa foi mais recente. Faz cerca de um ano que mudei a minha vida completamente, e confesso que a cada dia fico mais feliz e satisfeita. A tendência é sempre evoluirmos. Fico feliz que vc tenha gostado, muito obrigada pela tua contribuição.

    ResponderExcluir
  3. Uso as palavras da rosaura, perfeitas colocações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Luiza !!! Fico feliz em contribuir. Um forte abraço.

      Excluir

Comente aqui!!!! Deixe suas sugestões de temas.